igorpessete's Blog

Showing 1 to 2 of 2 blog articles.
  18 views · 67 days ago

Olá…não sou muito de sair de casa sempre fui de ir do trabalho pra casa.

Em um desses meus dias normais cheguei em casa por volta das 8 da manhã ( estava trabalhando no período noturno), como de costume tomei um banho e me deitei pelado mesmo no meu quarto trancado.

Nossa empregada aqui em casa é uma Coroa no auge dos seus 40 anos com 2 filhos e mesmo assim muito gostosa ( principalmente sua bunda).

Cheguei tão cansado nesse dia que me deitei e esqueci de trancar a porta, então nossa empregada entrou no quarto e eu tava quase dormindo pelado na cama, notei que ela ficou olhando direto pra o meu pal enquanto eu fingia que dormia. Ela pegou a roupa que estava suja no meu quarto e saiu, nesse dia não aconteceu mais nada pois minha mãe tbm estava em casa no quarto dela e fiquei com medo de tentar algo.

No outro dia planejei tudo certinho, mainha sairia pra o trabalho, minhas irmãs sairiam pela manhã e meu pai viajando a trabalho.

Então fiz a mesma coisa, tomei um banho e me deitei na minha cama pelado só com a toalha por cima e mesmo assim deixando a cabeça do meu pal a amostra e mais a porta do quarto entreaberta.

Como de costume ela veio pegar minha roupa pra lavar, fingi novamente que estava dormindo até notar que ela tava olhando bastante pra o meu pal, chegou a ficar parada bem perto da cama e meu pal já duro estava fazendo com que a toalha baixasse mais, então perguntei se ela queria pegar nele, ela me respondeu toda envergonhada me desculpe vim só pegar a roupa, falei que não tinha nada demais que achava ela muito linda e gostosa e que se ela quisesse pegar nele pra mim seria uma honra.

Ela então sentou na beira da cama e com a mão tremendo de tesão misturado com receio pegou no meu pau, foi logo falando que não tinha visto ainda um tão grosso daquele jeito que ele arrancava as pregas de qualquer uma.

Perguntei se ela não queria fazer o teste e peguei no rosto dela empurrando pra baixo pra me chupar e ela de pronto já foi enchendo a boca, me chupou muito gostoso que pedi pra ela parar se não iria gozar só ela chupando, pedi pra ela tirar a roupa e ela rapidamente o fez, mostrando assim aquele cuzinho que sempre desejei e aquela buceta carnuda e grande toda molhada.

  16 views · 67 days ago

Olá…não sou muito de sair de casa sempre fui de ir do trabalho pra casa.

Em um desses meus dias normais cheguei em casa por volta das 8 da manhã ( estava trabalhando no período noturno), como de costume tomei um banho e me deitei pelado mesmo no meu quarto trancado.

Nossa empregada aqui em casa é uma Coroa no auge dos seus 40 anos com 2 filhos e mesmo assim muito gostosa ( principalmente sua bunda).

Cheguei tão cansado nesse dia que me deitei e esqueci de trancar a porta, então nossa empregada entrou no quarto e eu tava quase dormindo pelado na cama, notei que ela ficou olhando direto pra o meu pal enquanto eu fingia que dormia. Ela pegou a roupa que estava suja no meu quarto e saiu, nesse dia não aconteceu mais nada pois minha mãe tbm estava em casa no quarto dela e fiquei com medo de tentar algo.

No outro dia planejei tudo certinho, mainha sairia pra o trabalho, minhas irmãs sairiam pela manhã e meu pai viajando a trabalho.

Então fiz a mesma coisa, tomei um banho e me deitei na minha cama pelado só com a toalha por cima e mesmo assim deixando a cabeça do meu pal a amostra e mais a porta do quarto entreaberta.

Como de costume ela veio pegar minha roupa pra lavar, fingi novamente que estava dormindo até notar que ela tava olhando bastante pra o meu pal, chegou a ficar parada bem perto da cama e meu pal já duro estava fazendo com que a toalha baixasse mais, então perguntei se ela queria pegar nele, ela me respondeu toda envergonhada me desculpe vim só pegar a roupa, falei que não tinha nada demais que achava ela muito linda e gostosa e que se ela quisesse pegar nele pra mim seria uma honra.

Ela então sentou na beira da cama e com a mão tremendo de tesão misturado com receio pegou no meu pau, foi logo falando que não tinha visto ainda um tão grosso daquele jeito que ele arrancava as pregas de qualquer uma.